Developed in conjunction with Ext-Joom.com

CEU em Aparecida de Goiânia tem formação em mobilização social com participação de 13 Praças de MT, DF e GO

 

A Praça CEU do bairro Vera Cruz, em Aparecida de Goiânia (GO), chega a ficar pequena frente ao grande número de frequentadores - em média, 1.500 pessoas passam diariamente pelo local. Na quinta feira 22/06/2017, a Praça recebeu o 1o Encontro de Ativação Regional das Praças CEUs de 2017. O evento contou com autoridades dos ministérios da Cultura (MinC), do Esporte (ME), da Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia e de 13 CEUs de Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal.

Durante o encontro, foram realizadas cerimônia de abertura com autoridades locais e federais, apresentações sobre mobilização social e gestão, uma dinâmica de grupo para debater os desafios das Praças CEU e uma mesa de troca de experiências.
 
Para o diretor de Obras e Gestão de Equipamentos Culturais da Secretaria de Infraestrutura Cultural (Seinfra) do MinC, Paulo Cesar Cid, o evento reforçou o sentimento de pertencimento da comunidade. "Sem esse sentimento, o CEU não dá certo. Felizmente isso é uma realidade no CEU de Vera Cruz, que é muito utilizado pela comunidade inclusive à noite", destacou. 
 
O encontro foi alimentado por um intenso fluxo de informações, em especial durante as trocas de experiências e dinâmicas de grupos. Nesse último caso, os participantes se dividiram em cinco grupos com o objetivo de elaborar plano de ação para combater um problema descrito em uma situação hipotética. A partir dos debates e dos consensos resultantes, os presentes indicaram soluções e revelaram aspectos de suas realidades locais. No centro de Vera Cruz, por exemplo, foi apontado que o caminho do sucesso é resultado da mobilização social. "O CEU é um espaço de resistência que abraça usuários e diminui problemas como o uso de drogas na região", destacou o quilombola e instrutor do espaço, Edson Ferreira.
 
Baixe aqui os documentos de registro do Encontro:
 
  
Lei Rouanet
 
Segundo o diretor-executivo de Cultura de Aparecida de Goiânia, Redelson Tomaz da Silva, o CEU é "uma conquista dos fazedores de Cultura". Já o representante do MinC reforçou que o espaço também pode ser beneficiado pela possibilidade de utilização da Lei Rouanet. "O financiamento por meio da Lei Rouanet pode ser feito por meio da formatação de projetos de ocupação por entidades da sociedade civil sem fins lucrativos parceiras do CEU ou pelo Grupo Gestor, se este abrir uma personalidade jurídica dessa natureza", explicou Paulo Cid. O diretor adiantou que o MinC prevê um ciclo de capacitação on-line e um seminário nacional voltado a gestores e comunidades dos CEUs. 
 
O 1º Encontro de Ativação Regional das Praças CEUs de 2017 integra o 3º Ciclo de Ativações Regionais das Praças CEUs do MinC. Trata-se de eventos de capacitação que irão reunir, em cada edição, representantes de CEUs de uma mesma região. A ideia é promover grandes encontros em Praças CEUs já inauguradas.

 Assessoria de Comunicação

Ministério da Cultura